quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Bom Ano

Como as palavras nunca me bastam, cá fica um excelente vídeo para ilustrar os meus votos de um Bom Ano de 2009 (que pelo que dizem bem é preciso).

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

O Escafandro e a Borboleta

O filme Francês de Julian Schnabel emociona-nos e toca-nos numa pela percepção fantástica que incrível em que nos coloca ao longo dos primeiros minutos. Vemos tudo através da visão de Jean-Dominic Bauby, acompanhamos a aterradora descoberta do seu novo corpo e nova condição guiados pelo seu pensamento. A câmara parece colocada dentro desse olho, turva, emocionada, inclinada como fora do plano. Mas é tudo o que lhe resta neste novo corpo, que parece preso a um escafandro, um olho, a audição, e tudo a sua intelectualidade. é aqui que o filme e torna tão tocante, ao colocarmos de frente para uma perda tão grande e tão dolorosa, porque conseguimos acompanhar e avaliar a sua imensidão. A capacidade de superação de Jean-Dominic Bauby e também ela notável, deixa de sentir pena de si próprio, decide deixar de se queixar e arranja força e vontade para escrever um livro, que deu origem a este filme, onde todas as personagens são rodeadas de um sensibilidade incrível.
Mais um grande filme do Cinema Europeu.

sábado, 27 de dezembro de 2008

Imaginação em Vias de Extinção

A Literacy Foundation lançou uma campanha que pretende incentivar as crianças a lerem os clássicos infantis, tendo com principal mensagem que quando uma criança não lê perde a imaginação. Para além disso chama a atenção para o facto de os clássico infantis se estarem a perder no tempo. Gostei de toda a campanha do vídeo, o ar decrepito dos personagens (em especial da Cinderela sempre demasiado perfeitinha nas ilustrações) e da versão impressa.
Pelo que percebi este tipo de campanha é muito comum em Inglaterra e sempre bastante forte na abordagem que fazem da necessidade de criar hábitos de leitura aos mais pequenos, cada vez mais ocupados com computadores, consolas e vídeojogos não que seja mau ou prejudicial apenas não deve ser tudo.
video

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Bom Natal!

1ºLugar - 4ºAno Eb1 de Alvite.

Um Bom Natal para amigos, familiares, conhecidos, visitantes assíduos e acidentais...enfim a todos que por aqui passem (este ano faço greve às mensagens de Telemóvel). A ilustrar deixo o presépio realizado por mim e pelos meus alunos do 4ºano da EB1 de Alvite, que ganhou o primeiro lugar no concurso organizado pela EmuniBasto, em exposição na Casa da Cultura. 

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Diesel XXX Again

Depois do víral "Safe for Work" para anunciar a festa do trigésimo aniversário a Diesel lança agora uma série de vídeos inusitados. Pete The Meat Puppet, pareceu-me o mais adequado à quadra, o fantoche de carne e osso num vídeo musical que acredito será um sério candidato a melhor vídeo de Natal do ano...ou não.  
video

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

2008 Cor de Rosa

Esta a semana a SIC fez história na ficção nacional ao mostrar pela primeira vez em Prime Time um beijo lésbico. O beijo teve direito a chamadas de capa nos jornais, a reportagens em programas da estação que não se coibiu de publicitar a cena durante todo o dia. Não querendo ser crente de que vá mudar a mentalidade tacanha de muitos espectadores, a verdade é que irá pelo menos ajudar a que se fale e se discuta mas também que se diga muita asneira… video

No ano em que foi rejeitado o projecto de lei sobre os casamentos homossexuais apresentado pelo Bloco de Esquerda, espera-se por 2009 ano de eleições e onde por certo esta questão fracturante não faltará ao debate. Foi também o ano em que Solange F. se assumiu como lésbica e Manuel Luís Goucha apresentou o seu namorado (detesto a expressão”companheiro”). Poderia ter sido um ano em tons de Rosa, não fosse a agenda do PS.

Mas nem tudo foram rosas e ouvimos de Manuela Ferreira Leite “Chamem-lhe o que quiserem, mas não casamento” ou “o casamento tem como fim principal procriar” e que traça o perfil de um país ainda demasiado agarrado a valores herdados de uma ditadura de costumes, e a uma religião cada vez menos de Deus e mais dos padres, que gerem a seu belo prazer a ingenuidade de muitos que cresceram com medo de questionar o que quer que fosse e a aceitar “o que Deus Manda” como castigo ou provação à carne. Vivemos num país ainda de velhos costumes, mulheres que não se conhecem, que casaram por ter de ser, na submissão constante às vontades do seu amo, senhor e marido e que ainda hoje se perguntam “como é que elas fazem?” num total desconhecimento do prazer e do seu corpo.

Há ainda aqueles que afirmam não ter preconceitos, quando “agora é moda”, é uma expressão reveladora desse mesmo preconceito. Tomando os sentimentos por uma peça de roupa; umas calças que à dois anos se usavam largas e agora se usam justas, como fossem sequer comparável. Que confundem sentimentos com “opções”, como se alguém acorda-se de manhã e como está sol “OPTA-SE” por ser Gay ou Lésbica. E que até aceitam, “mas desde que não se metam comigo”, a única explicação que encontro é mesmo a de não terem a sua sexualidade bem definida e perfeitamente esclarecida. Mas há também o “aceitar”…aceitar o quê? E porquê? Pergunto eu do alto da minha ignorância homofóbica. São pessoas, com os mesmos direitos e deveres ou pelo menos assim deveria ser, mas não é, ou pelo menos em Portugal ainda não é. E os Pais, que mesmo os pseudo liberais e modernos não veriam com bons olhos a homossexualidade dos filhos…só a dos filhos dos outros. E as mães, e professores e programas infantis que continuam a infernizar a vida das suas pobres filhas com as histórias dos príncipes e das princesas, que casaram, tiveram muitos filhos e foram felizes para sempre…

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

"Yo Pongo Condon"

O Ministério da Saúde Espanhol criou uma nova campanha com o objectivo de aumentar o uso do preservativo entre os adolescentes Espanhóis. O Hip Hop marca o estilo do vídeo da campanha intitulada Yo Pongo Condon. No site yopongocondom.com podem ainda encontrar informações sobre DST's, e muitas outras coisas divertidas para fazer download e toques para telemóvel. 
O Ministério da Saúde Espanhol tomou esta decisão com base nos dados que confirmam que os jovens começam a vida sexual cada vez mais cedo, com 30% dos 15-17 anos. O número de gravidezes na adolescência aumentou de 3,07 por 1000 em 1997 para 6,3 por 1000 no ano passado. 

video

domingo, 14 de dezembro de 2008

Pára, Escuta e Olha

A campanha pretende sensibilizar os mais pequenos para os perigos da estrada. A animação mostra um menino que não teve cuidado ao atravessar a estrada e acabou magoado. A campanha está a passar em canais infantis como Nick Toons, Nick Jr, Nickelodeon, etc. Para além da animação a campanha conta com um site onde podemos encontrar um jogo que ensina alguns cuidados a ter para atravessar a estrada, e um concurso de poesia para os mais novos. Estão também já 3 novas campanhas agendadas. 
video

sábado, 13 de dezembro de 2008

Presentes de Natal II


Continuo a publicar minha lista de presentes para este Natal, não quero mesmo vê-los angustiados. A consola da Nintendo a Wii, com o comando revolucionário que está a transformar o conceito de vídeo jogos. 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

100 melhores Filmes de Sempre

A revista francesa Cahiers du Cinéma, considerada a mais importante no mundo do cinema, lançou este mês um livro com os 100 filmes. Dos últimos 20 anos encontramos apenas 3 filmes Manhattan de Woody Allen, Fala com Ela de Pedro Almodóvar e Mulholland Drive de David Lynch. Os filmes referem-se
à edição do Brasil, Mulhonlland Drive por exemplo é "A Terra dos Sonhos"... 
Cidadão Kane (1941) - Orson Welles
O Mensageiro do Diabo (1955) - Charles Laughton
A Regra do Jogo (1939) - Jean Renoir
Aurora (1927) - Friedrich Wilhelm Murnau
O Atalante (1934) - Jean Vigo
M, o Vampiro de Dusseldorf (1931) - Fritz Lang
Cantando na Chuva (1952) - Stanley Donen & Gene Kelly
Um Corpo que Cai (1958) - Alfred Hitchcock
O Boulevard do Crime (1945) - Marcel Carné
Rastro de Ódio (1956) - John Ford
Ouro e Maldição (1924) - Erich von Stroheim
Rio Bravo - Onde Começa o Inferno (1959) - Howard Hawks
Ser ou Não Ser (1942) - Ernst Lubitsch
Era uma Vez em Tóquio (1953) - Yasujiro Ozu
O Desprezo (1963) - Jean-Luc Godard
Contos da Lua Vaga (1953) - Kenji Mizoguchi
Luzes da Cidade (1931) - Charlie Chaplin
A General (1927) - Buster Keaton
Nosferatu (1922) - Friedrich Wilhelm Murnau
A Sala de Música (1958) - Satyajit Ray
Monstros (1932) - Tod Browning
Johnny Guitar (1954) - Nicholas Ray
A Mãe e a Puta (1973) - Jean Eustache
O Grande Ditador (1940) - Charlie Chaplin
O Leopardo (1963) - Luchino Visconti
Hiroshima, Meu Amor (1959) - Alain Resnais
A Caixa de Pandora (1929) - Georg Wilhelm Pabst
Intriga Internacional (1959) - Alfred Hitchcock
O Batedor de Carteiras (1959) - Robert Bresson
Amores de Apache (1952) - Jacques Becker
A Condessa Descalça (1954) - Joseph Mankiewicz
O Tesouro do Barba Rubra (1955) - Fritz Lang
Desejos Proibidos (1953) - Max Ophüls
O Prazer (1952) - Max Ophüls
O Franco Atirador (1978) - Michael Cimino
A Aventura (1960) - Michelangelo Antonioni
O Encouraçado Potemkin (1925) - Sergei M. Eisenstein
Interlúdio (1946) - Alfred Hitchcock
Ivan, o Terrível (1944) - Sergei M. Eisenstein
O Poderoso Chefão (1972) - Francis Ford Coppola
A Marca da Maldade (1958) - Orson Welles
Vento e Areia (1928) - Victor Sjöström
2001: Uma Odisséia no Espaço (1968) - Stanley Kubrick
Fanny e Alexander (1982) - Ingmar Bergman
A Turba (1928) - King Vidor
8 1/2 (1963) - Federico Fellini
Sel Sol (1962) - Chris Marker
O Demônio das Onze Horas (1965) - Jean-Luc Godard
O Romance de um Trapaceiro (1936) - Sacha Guitry
Amarcord (1973) - Federico Fellini
A Bela e a Fera (1946) - Jean Cocteau
Quanto mais Quente Melhor (1959) - Billy Wilder
Deus Sabe quanto Amei (1958) - Vincente Minnelli
Gertrud (1964) - Carl Theodor Dreyer
King Kong (1933) - Ernst Shoedsack & Merian J. Cooper
Laura (1944) - Otto Preminger
Os Sete Samurais (1954) - Akira Kurosawa
Os Incompreendidos (1959) - François Truffaut
A Doce Vida (1960) - Federico Fellini
Os Vivos e os Mortos (1987) - John Huston
Ladrão de Alcova (1932) - Ernst Lubitsch
A Felicidade não se Compra (1946) - Frank Capra
Monsieur Verdoux (1947) - Charlie Chaplin
O Martírio de Joana d'Arc (1928) - Carl Theodor Dreyer
Acossado (1960) - Jean-Luc Godard
Apocalypse Now (1979) - Francis Ford Coppola
Barry Lyndon (1975) - Stanley Kubrick
A Grande Ilusão (1937) - Jean Renoir
Intolerância (1916) - David Wark Griffith
Partie de Campagne (1936) - Jean Renoir
Playtime (1967) - Jacques Tati
Roma, Cidade Aberta (1945) - Roberto Rossellini
Sedução da Carne (1954) - Luchino Visconti
Tempos Modernos (1936) - Charlie Chaplin
Van Gogh (1991) - Maurice Pialat
Tarde Demais para Esquecer (1957) - Leo McCarey
Andrei Rublev - O Artista Maldito (1969) - Andrei Tarkovsky
A Imperatriz Galante (1934) - Joseph von Sternberg
Intendente Sansho (1954) - Kenji Mizoguchi
Fale com Ela (2002) - Pedro Almodóvar
Um Convidado bem Trapalhão (1968) - Blake Edwards
Tabu (1930) - Friedrich Wilhelm Murnau
A Roda da Fortuna (1953) - Vincente Minnelli
Nasce uma Estrela (1954) - George Cukor
As Férias do Sr. Hulot (1953) - Jacques Tati
A Terra do Sonho Distante (1963) - Elia Kazan
O Alucinado (1953) - Luis Buñuel
A Morte num Beijo (1955) - Robert Aldrich
Era uma Vez na América (1984) - Sergio Leone
Trágico Amanhecer (1939) - Marcel Carné
Carta de uma Desconhecida (1948) - Max Ophüls
Lola, a Flor Proibida (1961) - Jacques Demy
Manhattan (1979) - Woody Allen
Cidade dos Sonhos (2001) - David Lynch
Minha Noite com Ela (1969) - Eric Rohmer
Noite e Neblina (1955) - Alain Resnais
Em Busca do Ouro (1925) - Charlie Chaplin
Scarface - A Vergonha de uma Nação (1932) - Howard Hawks
Ladrões de Bicicletas (1948) - Vittorio de Sica
Napoleão (1927) - Abel Gance

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Direitos Humanos

No dia em que se comemoram os 60 anos do Direitos Humanos fica uma excelente animação, com um trabalho de lettering absolutamente espectacular aliados a uma música que prende a nossa atenção do inicio ao fim.
video

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Presentes de Natal

Como não quero que percam muito tempo em busca de um presente que me encha as medidas, vou deixar aqui algumas ideias...espero que aproveitem.
A primeira para além de um grande presente tem um excelente spot publicitário, o Audi Q5 "Perfectly Synchronised".
video

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Natal Cor de Rosa

Um grupo de homossexuais holandeses organiza o festival Natal Cor-de-Rosa, no qual participam duas Virgens Maria e dois Josés. Uma provocaçãozinha à igreja católica (que bem merece) que já faz saber que está contra este tipo de evento. Estranho seria se estivesse a favor ou mesmo se não se pronuncia-se. 
A ideia é alargar as opções para a quadra Natalícia, já que muitos não a passam com a "sagrada família" porque esta não os aceita, porque Deus criou uma Eva para o Adão e reucatrapeu...

Goobees

video
Goobees é uma animação desenvolvida por três alunos da Texas A&m Viz Lab, é o resultado de 18 meses de trabalho, uma curta metragem de 3 minutos onde se mostra de forma bastante criativa e imaginativa o interior de uma "Vending Machine". 

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

"Há Marcas que Ninguém Deve Usar"


"Há Marcas que ninguém deve usar" é o nome da campanha da APAV a propósito do Dia Internacional Contra a Violência Contra as Mulheres no passado dia 25 de Novembro que pretende" aumentar a consciencialização de que a violência doméstica é, antes de mais, um crime e que não pertence exclusivamente a um estrato social, sendo transversal a todas as camadas da sociedade."
Fica o vídeo e um dos 3 anúncios de imprensa da companha. 
video

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Salvador Dalí e René Magritte.



Para o lançamento do Polo BlueMotion, a Volkswagen e a agência DDB Germany, prepararam uma campanha para o novo modelo o "Blue Motion", uma linha com uma emissão baixíssima de carbono. São dois anúncios excelentes apesar de muito fantasiosos, que têm como referências artísticas as obras de Salavador Dalí e René Magritte. 

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Love Life Stop AIDS

Porque hoje é dia mundial contra a SIDA deixo uma campanha Suíça. Bem humorada apesar da forte mensagem que pretende passar, pensar no passado e fazer o teste antes de iniciar uma nova relação. Ame a Vida e Pare a SIDA.